Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Estrela de Donald Trump no Passeio da Fama foi novamente vandalizada

Katharine Lotze/Getty Images

A estrela do Presidente norte-americano terá sido destruída com uma picareta. Suspeito entregou-se às autoridades, continuando neste momento sob custódia policial

A estrela de Donald Trump no Passeio da Fama, em Hollywood, Los Angeles, foi novamente vandalizada, depois de já o ter sido várias vezes ao longo dos últimos meses.

O “Los Angeles Times” indica que terá sido o próprio suspeito a telefonar para a polícia de Los Angeles para dar conta do sucedido. A estrela de Trump terá sido destruída com uma picareta. Testemunhas disseram ter visto um homem aproximar-se com um estojo de guitarra em que estaria guardado o objeto usado para danificar a estrela.

Assim que terminou a tarefa, o suspeito afastou-se apressadamente do local, mas acabaria mais tarde por entregar-se às autoridades, continuando neste momento sob custódia policial. Não é a primeira vez que isto acontece.

Em 2016, um homem de 53 anos também usou uma picareta para remover o nome de Trump da estrela. Foi detido e justificou o seu ato como forma de protesto contra os comentários de Trump sobre mulheres. James Lambert Otis saiu em liberdade condicional e obrigado a cumprir 20 dias de serviço comunitário. Também teve de pagar uma multa no valor de 4.400 dólares (cerca de 3.700 euros).

Depois disso, a estrela foi vandalizada várias vezes, tendo sido, por exemplo, pintada com tinta de spray e preenchida com autocolantes. Noutra ocasião, foi colocada uma sanita dourada mesmo ao seu lado com o desenho de um porco com uma coroa na tampa.