Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Combate aos incêndios. Oito países já ofereceram ajuda à Grécia

ANGELOS TZORTZINIS/GETTY

Espanha, França, Itália, Alemanha, Polónia, Chipre, Israel e Bulgária manifestaram disponibilidade para ajudar Atenas no combate aos piores incêndios da última década. Portugal também já ofereceu ajuda

Oito países já ofereceram ajuda à Grécia para combater os incêndios nos arredores de Atenas, que causaram nas últimas horas pelo menos 60 mortos e 150 feridos, avança o “Ekathimerini”.

Espanha, França, Itália, Alemanha, Polónia, Chipre, Israel e Bulgária manifestaram disponibilidade para ceder meios e operacionais para ajudar no combate aos incêndios que já são considerados os piores desde 2007 no país.

Esta terça-feira, o Governo português fez saber também que irá enviar 50 elementos da força especial de bombeiros para ajudar no combate às chamas na Grécia.

Alguns destes países responderam ao apelo urgente das autoridades gregas dirigido aos membros da União Europeia para que disponibilizassem meios aéreos e terrestres para combater as chamas em Mati, Rafina, Penteli e Neos Voutzas.

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, falou esta manhã ao telefone com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, que manifestou solidariedade e disponibilidade para prestar assistência ao país.

De acordo com o autarca da cidade de Rafina, Vangelis Bournous, o número de vítimas mortais deverá aumentar nas próximas horas, uma vez que mais cadáveres estão a ser encontrados ao longo da manhã desta terça-feira nomeadamente no mar, junto à costa de Artemida.