Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Autoridades indianas confirmam linchamento de jovem devido a boatos

SAM PANTHAKY/Getty

Supremo Tribunal da Índia pediu na terça-feira que o Governo federal considere promulgar uma lei contra os linchamentos e a violência popular

A polícia indiana confirmou nesta segunda-feira que uma jovem foi linchada no centro da Índia devido a rumores de que fazia parte de um gangue que raptava crianças, dias após um tribunal pedir medidas imediatas para conter a violência. A polícia informou, também, que pelo menos 14 pessoas foram presas no distrito de Singrauli, no estado de Madhya Pradesh, após a morte da mulher, que tinha cerca de 25 anos.

A Índia tem uma longa história de violência popular, mas nos últimos anos a internet e os 'smartphones' têm ajudado a fazer circular boatos através das redes sociais em lugares remotos, muitas vezes levando a uma violência letal. Pelo menos 25 pessoas foram linchadas e dezenas ficaram feridas nos últimos três meses na Índia.

O Supremo Tribunal da Índia pediu na terça-feira que o Governo federal considere promulgar uma lei contra os linchamentos e a violência popular alimentada por rumores de que as vítimas pertencem a membros de gangues sequestradoras ou são comedores de carne.

O Supremo Tribunal disse que "atos horrendos" de linchamento não podem tornar-se numa nova norma e sugeriu uma série de medidas aos governos central e estadual para conter esta violência.