Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Ativista paquistanês libertado após sete meses de sequestro

Raza Mahmood Khan foi sequestrado em dezembro, após protagonizar uma campanha a favor da melhoria das relações entre o país e a Índia

Um ativista paquistanês, desaparecido desde dezembro do ano passado, regressou a casa depois de ter sido libertado pelos sequestradores, anunciaram esta sexta-feira as autoridades do país.

Raza Mahmood Khan, de 40 anos, foi sequestrado em sua casa, em Lahore, no sul do país, depois de protagonizar uma campanha a favor da melhoria das relações entre o Paquistão e a vizinha Índia.

Os dois países disputam a região de Caxemira desde a divisão do subcontinente com a retirada do Império britânico, em 1947, envolvendo-se em duas guerras e numerosos conflitos menores.

Nos últimos meses, organizações internacionais têm condenado a repressão e a falta de liberdade de expressão no Paquistão, país que tem vivido uma conturbada campanha eleitoral, na qual mais de 170 pessoas perderam a vida. Os paquistaneses vão às urnas daqui a cinco dias.

Na segunda-feira, a Comissão de Direitos Humanos (HRC) do Paquistão considerou que as próximas eleições gerais e provinciais agendadas para 25 de julho estão em risco, denunciando as tentativas "explícitas, agressivas e ousadas" de manipular os resultados.