Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Espaço aéreo encerrado na Bélgica devido a problema informático

Anadolu Agency/Getty

Seis aeroportos belgas, incluindo o Brussels Airport e o Charleroi, foram afetados pela falha informática

A Bélgica encerrou o seu espaço aéreo devido a um problema de sobrecarga nos seus planos de voo, anunciou nesta quinta-feira a Belgocontrol, a empresa responsável pelo controlo do tráfego aéreo, que se referiu a um "problema muito raro". Os aviões não podem sobrevoar o país desde cerca das 16h00 locais (15h00 em Lisboa).

"Alguns aviões estão em terra, outros foram forçados a aterrar", referiu em declarações à agência noticiosa France-Presse (AFP) Alain Kniebs, porta-voz da Belgocontrol, que se referiu a uma situação de caráter excecional. Numa mensagem na rede social Twitter, a empresa disse que estava a promover o "céu limpo" até à resolução dos problemas técnicos com os planos de voo digitais.

A Belgocontrol não estava em condições de referir quantos voos e quantos passageiros foram afetados pela situação. "Trabalhamos numa solução para resolver o problema", insistiu Kniebs, sem precisar um prazo. Segundo um porta-voz do Brussels Airport, a situação deverá ficar normalizada pelas 18h00 locais (17h00 em Lisboa).

Seis aeroportos belgas, incluindo o Brussels Airport e o Charleroi, foram afetados pela falha informática, para além de todos os aviões que sobrevoam a país até 8.000 metros de altitude, que corresponde à zona gerida pela Belgocontrol. Para cima dos 8.000 metros, é um outro centro, em Maastricht (Holanda), que controla os aviões que sobrevoam território belga.