Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Polícia alemã investiga 21 mortes numa empresa depois de trabalhador ter sido apanhado a envenenar o almoço de um colega

Vítima da tentativa de envenenamento detetou algo estranho na comida e comunicou a situação aos superiores hierárquicos e à polícia

A polícia da Alemanha iniciou uma investigação a 21 mortes suspeitas numa empresa localizada no noroeste do país, depois de um trabalhador ter sido apanhado pelo sistema de videovigilância a envenenar o almoço de um colega, noticiou o jornal britânico Telegraph. As autoridades policiais revelaram ter procedido à detenção do homem de 56 anos, que trabalhava numa empresa não identificada, localizada na cidade de Schloss Holte-Stukenbrock.

A vítima da tentativa de envenenamento detetou algo estranho na comida, referiu aquele jornal, e comunicou a situação aos superiores hierárquicos e à polícia. Testes efetuados posteriormente à refeição alterada indicaram que tinha sido polvilhada com um pó tóxico que, uma vez ingerido, poderia ter causado danos graves em diversos orgãos. Buscas realizadas no apartamento em que o detido vivia permitiram à polícia descobrir um stock de substâncias venenosas que incluia mercúrio, chumbo e cádmio.

As investigações já realizadas concluiram ter havido 21 casos de envenenamento com desfechos fatais desde 2000 e que a totalidade das vítimas, falecidas devido a ataques cardíacos ou a cancro pouco tempo após se reformarem, eram trabalhadores da mesma empresa. Peritos chamados a ajudar no esclarecimento da situação adiantaram que os metais pesados encontrados na casa do alegado perpetrador dos envenenamentos terão sido os causadores das doenças que determinaram as mortes.

Para já, são desconhecidas as motivações para os homicídios porque o suspeito dos crimes optou por se manter em silêncio perante as alegações.