Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Aprovada lei na Holanda que proíbe uso de véu islâmico em alguns locais públicos

Há mais de 20 mulheres e filhos de jiadistas na Síria

getty

Com a aprovação desta lei, a Holanda junta-se a países como a Bélgica, França, Dinamarca, Áustria e Espanha, que também impuseram restrições ao uso de peças de roupa ou acessórios que tapem totalmente o rosto

O parlamento holandês aprovou uma lei que proíbe a utilização de qualquer peça de vestuário que tape integralmente o rosto em locais públicos como escolas, hospitais e edifícios governamentais.

Segundo a agência de notícias AFP, o projeto de lei prevê a “proibição de roupas que cubram completamente o rosto ou apenas mostrem os olhos, em instituições educacionais, transportes públicos, instituições governamentais e hospitais”. Foi aprovado por 44 votos a favor e 31 contra no Senado holandês, depois de já ter sido aprovado, em 2016, na Câmara dos Deputados.

Defensores desta lei argumentam que o objetivo é garantir a segurança, mas vários críticos entendem que a lei é sobretudo destinada às mulheres muçulmanas. Segundo a Reuters, entre 200 a 400 mulheres usam burca ou niqab no país.

Com a aprovação desta lei, a Holanda junta-se a países como a Bélgica, França, Dinamarca, Áustria e Espanha, que também impuseram restrições ao uso de peças de roupa ou acessórios que tapem totalmente o rosto.