Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Presidente das Filipinas ataca religião: “Quem é esse Deus estúpido?”

NOEL CELIS/GETTY

Declarações de Rodrigo Duterte, que também ridicularizou os conceitos de “fruto proibido” e “pecado original”, provocaram revolta num país maioritariamente católico. O bispo local chamou “louco” a Duterte e pediu aos fiéis que rezassem pelo fim das “declarações blasfemas e tendências ditatoriais” do Presidente filipino

“Quem é esse Deus estúpido?”. Foi desta forma que o Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, desferiu o seu mais recente ataque verbal num país maioritariamente católico. Num discurso proferido na sexta-feira, o chefe de Estado também ridicularizou a expulsão de Adão e Eva do Paraíso depois de terem comido o chamado “fruto proibido”.

“Crias algo perfeito e depois pensas num evento tentador que destruirá a qualidade do teu trabalho”, disse. O conceito de pecado original, segundo o qual todos os seres humanos estão maculados pela desobediência de Adão e Eva, também merece o reparo jocoso de Duterte: “Ainda não nasceste, mas já tens pecado original”. “Que tipo de religião é esta? Não posso aceitar isto”, concluiu.

Duterte é “louco” e tem “tendências ditatoriais”

Citado pela BBC, o bispo católico local, Arturo Bastes, ripostou, apelidando Duterte de “louco” e exortando as pessoas a rezarem para que “as declarações blasfemas e as tendências ditatoriais” do Presidente filipino terminassem.

O porta-voz de Duterte, Harry Roque, afirmou que os comentários eram apenas convicções pessoais. Roque também explicou as declarações referindo-se ao abuso de um padre de que o Presidente diz ter sido vítima, durante a infância, numa escola católica.

Nas Filipinas, 90% da população é cristã, sendo a grande maioria católica.