Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Kim Jong-un na Casa Branca? Trump diz que é possível

JUNG YEON-JE

A hipótese de o Presidente dos EUA convidar o líder da Coreia do Norte para a Casa Branca foi levantada esta quinta-feira. O convite só está dependente do sucesso da cimeira de terça-feira em Singapura, uma cimeira que, segundo Trump, não exige muita preparação. “Não penso que tenha de me preparar muito. É uma questão de atitude e de ter vontade de fazer as coisas”, disse

O Presidente dos EUA, Donald Trump, equaciona convidar o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, para a Casa Branca se a cimeira de terça-feira em Singapura correr bem. A hipótese foi levantada esta quinta-feira durante uma conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe.

Considerando possível um acordo para acabar com o conflito entre as duas Coreias, Trump disse, contudo, que essa era “a parte fácil” das negociações. “O que acontece depois disso é que é verdadeiramente importante”, referiu.

Se antes o Presidente norte-americano adotava uma política de “pressão máxima” sobre a Coreia do Norte com vista à desnuclearização, agora reconhece que o processo “levará mais tempo” do que uma reunião, afirmando que não quer usar termos mais duros por estar a entrar “numa negociação amigável”. Ainda assim, Trump avisa que tem muito mais sanções que poderá usar contra o regime norte-coreano. Por outro lado, Trump reiterou que está “totalmente preparado para abandonar” a cimeira se esta não correr bem.

Anteriormente, o Presidente norte-americano defendeu que não considerava que a preparação fosse essencial para o seu encontro com o líder norte-coreano. “Não penso que tenha de me preparar muito. É uma questão de atitude e de ter vontade de fazer as coisas”, disse.