Siga-nos

Perfil

Carro do Ano 2016

Inscritos

Os principais destaques dos Executivos a concurso no Essilor Carro do Ano 2019

Audi A6 Limousine ,Honda Civic Sedan e Peugeot 508 GT Fastback são três candidatos de peso ao galardão de Carro do Ano em Portugal e, ainda, a um lugar de destaque na classe dos Executivos

As bases de desenvolvimento da geração 2018 do Audi A6 centraram-se nas áreas da digitalização, conforto e um design que o colocam entre as berlinas mais premium da atualidade. No caso da versão que os jurados do Essilor Carro do Ano 2019 têm para ensaio é importante, desde logo, destacar que a versão ensaiada possui 10.900 euros de equipamento opcional. O Audi A6 chegou, nesta primeira fase, com dois motores – 40 TDI e 50 TDI, com potências de 204 cv e 286 cv, respetivamente – e preços a partir de 59.950 euros (Limousine) e 62.550 euros (Avant).

O A6 Limousine tem um comprimento de 4,939 metros, ou seja, mais 7 milímetros que o antecessor. A largura foi aumentada em 12 milímetros, para 1,886 metros, enquanto a altura de 1,457 metros é agora superior em 2 mm. A capacidade da bagageira é de 530 litros.

O interior do novo Audi A6 é ainda maior do que no modelo anterior. No que diz respeito ao espaço para as pernas nos lugares traseiros, supera o modelo antecessor.

A consola central no novo Audi A6 está direcionada para o condutor. O sistema operacional MMI touch permite que as funções centrais do veículo sejam inseridas na posição desejada utilizando a função “drag-and-drop” – semelhante ao que acontece com apps em smartphones. O MMI de navegação plus (um opcional que custa 1.995 euros) é ainda mais completo com os módulos complementares opcionais, incluindo dois sistemas de som. Entre os serviços online fornecidos pelo Audi connect estão serviços Car-to-X, como reconhecimento de sinais de trânsito e informações de perigo. Monitorizam os dados da frota Audi (swarm intelligence) e enquadram o Audi A6 com as condições de trânsito atuais.

A direção dinâmica com eixo traseiro direcional é componente-chave na agilidade e manobrabilidade. No A6 Limousine, e dependendo da velocidade, a relação da direção varia entre 9.5: 1 e 16.5: 1, através de uma engrenagem harmónica no eixo dianteiro. No eixo traseiro, um atuador mecânico vira as rodas até cinco graus.

Como opção, a nova chave digital Audi connect substitui a chave convencional. O A6 pode ser aberto/fechado e a ignição ligada através de um smartphone Android. O cliente pode permitir que cinco smartphones ou utilizadores acedam ao veículo.

Sistemas de assistência ao condutor

O pacote City inclui soluções como a nova assistência em cruzamentos. O pacote Tour surge com o active lane assist, que complementa o cruise control adaptativo através de uma intervenção da direção para manter o veículo na faixa de rodagem. Referência para o zFAS, um controlador central de assistência que calcula continuamente uma imagem dos elementos que circundam o veículo, através de uma série de sensores, câmaras e radares.

Dependendo do nível do equipamento, pode haver até cinco sensores de radar, cinco câmaras, 12 sensores ultrassom e um scanner a laser – outra inovação.

Tecnologia Mild-hybrid

A tecnologia Audi mild hybrid (MHEV) pode reduzir o consumo de combustível até 0,7 l/100 km. Com os motores V6, é aplicado um sistema elétrico primário de 48 V, enquanto que no 2.0 TDI é um sistema elétrico de 12 V. Em ambos os casos, o alternador (BAS) funciona em conjunto com uma bateria de iões de lítio.

O Audi A6 pode desligar por completo o motor quando está ativa a função “roda livre”, entre os 55 e os 160 km/h.

Em Portugal estão disponíveis, nesta primeira fase de lançamento, dois motores TDI: um 2.0 de quatro cilindros e um 3.0 V6, com potências de 204 cv (150 kW) e 286 cv (210 kW) e um binário máximo de 400 Nm (40 TDI) e de 620 Nm (50 TDI), respetivamente.

A tração é dianteira na versão 40 TDI e integral quattro no 50 TDI. Este bloco V6 TDI está acoplado a uma caixa tiptronic de oito velocidades, e o 2.0 TDI é proposto com uma caixa S tronic de sete velocidades, de dupla embraiagem. A tração quattro, de série no motor V6, inclui um diferencial central autoblocante. A tração quattro disponível como opção na versão 40 TDI tem a designação ultra por ser constituída por uma embraiagem multidiscos, que gere a distribuição da potência entre os eixos e pode, inclusivamente, desligar o eixo traseiro quando não há grandes solicitações do condutor. Nestas fases, o A6 funciona apenas com tração no eixo dianteiro. Em conjunto com a caixa tiptronic, o diferencial traseiro desportivo, opcional, oferece ao A6 um comportamento mais dinâmico na distribuição ativa do binário entre as rodas traseiras. Os sistemas de controlo dinâmico da direção, diferencial traseiro desportivo, controlo do amortecimento e a suspensão pneumática adaptativa são regulados através do Audi drive select. O condutor pode selecionar entre os vários modos de condução: Efficiency, Comfort e Dynamic.

Preço da versão a concurso no Essilor Carro do Ano 2019: Audi A6 40 TDI 204 CV – Preço – 73.755€

O Honda Civic Sedan é o novo compacto e desportivo de 4 portas da marca japonesa. A equipa de desenvolvimento focou-se em melhorar o prazer de condução, o capítulo da maneabilidade, a capacidade de direção e a redução dos níveis de ruído a bordo.

A Honda trabalhou em parceria com a empresa alemã Gestamp, um fornecedor de aço de tenacidade ultraelevada. Esta colaboração resultou no aumento de 14% na proporção da utilização deste material, em perfeito contraste com apenas 1% no Civic anterior. Esta nova técnica de produção resulta numa estampagem efetuada num só processo, mas que exibe diferentes graus de resistência do material, configurados com toda a precisão. Isto permite obter, numa única estampagem, a maior rigidez das zonas deformáveis.

A nova plataforma, mais larga e mais rebaixada, oferece maior espaço interior. É 46 mm mais largo, 20 mm mais baixo e 74 mm mais comprido do que o modelo da geração anterior. A bagageira tem uma capacidade de 519 litros o que representa um aumento de 20,8% em relação ao modelo anterior.

Interior mais funcional

No topo da consola encontramos o ecrã tátil a cores de sete polegadas do sistema Honda Connect. Para além de oferecer um controlo das funcionalidades de infotainment e do sistema de climatização, este ecrã integra as funcionalidades da câmara de marcha-atrás nas versões Elegance e Executive.

O Honda Civic Sedan estreia uma motorização 1.5 VTEC TURBO a gasolina. Este bloco está disponível com uma nova caixa manual de seis velocidades ou com uma caixa automática de variação contínua (CVT). Esta nova unidade de quatro cilindros tem uma potência máxima de 182 CV (134 kW) às 5.500 rpm (às 6.000 rpm com caixa CVT). Na versão com caixa manual, o binário surge entre as 1.900 e as 5.000 rpm e mede 240 Nm. Na versão com caixa CVT, este valor é de 220 Nm e aparece entre as 1.700 e as 5.500 rpm.

O depósito de combustível do Civic foi mudado de local e o piso do veículo é mais baixo do que o do modelo anterior. Estas alterações também resultaram numa posição de condução mais perto da estrada, com pontos de anca 20 mm mais baixos, dando uma sensação de condução mais desportiva.

À frente, a suspensão MacPherson com braços inferiores. A direção assistida elétrica variável por duplo pinhão e cremalheira foi configurada especificamente para este modelo de quatro portas. Este sistema estreou no Civic Type R de 2016.

Na suspensão traseira encontramos uma nova configuração de suspensão de braços múltiplos com subestrutura rígida.

O sistema eletrónico de assistência à estabilidade do veículo foi configurado especificamente para o mercado europeu, de forma a poder refletir as condições típicas dos pavimentos e também os estilos de condução praticados no velho continente.

Preço da versão a concurso no Carro do Ano 2019 - Honda Civic Sedan 1.5 182 CV – Preço – 32.350 euros

Peugeot 508 2.0 GT Line BlueHDI 160 CV ET8

A gama em Portugal é constituída pelos níveis Active, Allure, GT Line e GT. Logo desde o nível de entrada, o Active apresenta de série Touchscreen de 8 polegadas com Bluetooth e entrada USB, sensor de luz e chuva, jantes em liga leve de 17 polegadas, Cruise Control programável e ajuda ao estacionamento traseiro. De acordo com a informação avançada pelos responsáveis da PSA no nosso país, o coração de gama Allure acrescenta, entre outros, equipamentos como o touchscreen de 10 polegadas, navegação 3D, ajuda ao estacionamento à frente, Pack Safety Plus, câmara de visão traseira.

As versões mais desportivas, como o GT Line a concurso e o GT, apresentam um design mais exclusivo e ainda equipamento de série reforçado com itens como Faróis Full LED, i‑Cockpit Amplify e jantes de 18’’ (GT Line) ou 19’’ (GT).

Trata-se de um automóvel baixo – 1,40 m de altura – e apresenta linhas fluidas e aerodinâmicas num espírito coupé. A linha de tejadilho é baixa e o comprimento total está fixado nos 4,75 m. No campo da modularidade, conta com bancos traseiros rebatíveis assimetricamente (2/3 -1/3) e abertura para esquis integrada no apoio de braços central traseiro. Com os bancos traseiros rebatidos, a bagageira disponibiliza uma capacidade de 1.537 litros, contando com o aproveitamento total do espaço livre até ao tejadilho. Na posição normal a capacidade da mala é de 485 litros.

A plataforma é a EMP2 com um peso inferior de - 70 kg, em média, em relação à geração anterior.

De acordo com os engenheiros da marca francesa, as projeções de carroçaria dianteira e traseira foram reduzidas de forma a acentuar a dinâmica da silhueta e aumentar a agilidade em estrada e nas manobras.

O Peugeot 508 dispõe do i-Cockpit Amplify onde é possível escolher entre dois ambientes parametrizáveis: Boost e Relax. O 508 tem disponível o sistema de visão noturna Night vision.

Na gama Diesel, estão disponíveis quatro opções construídas com base nas motorizações 1.5 e 2.0 BlueHDi:

  • BlueHDi 130 cv CVM6, constitui o acesso à gama e a única versão com caixa mecânica de seis velocidades;
  • BlueHDi 130 cv EAT8;
  • BlueHDi 160cv EAT8;
  • BlueHDi 180 cv EAT8.

A oferta a gasolina conta com duas as novas propostas elaboradas com base no motor 1.6 PureTech:

  • PureTech 180 cv EAT8;
  • PureTech 225 cv EAT8 (unicamente na versão GT). Associada ao modo sport da suspensão pilotada.

Preço da versão a concurso no Essilor Carro do Ano 2019: Peugeot 508 Fastback 2.0 BlueHDI 160 CV – Preço – 47.300€