Siga-nos

Perfil

Expresso

Última Hora Lusa

Praias: Nadadores salvadores e concessionários defendem alterações ao modelo de vigilância

Figueira da Foz, Coimbra, 30 mai (Lusa) - As federações nacionais de nadadores-salvadores e concessionários de praias defendem alterações ao modelo de vigilância nas praias portuguesas, acabando com a contratação individual e promovendo alterações à formação.

Figueira da Foz, Coimbra, 30 mai (Lusa) - As federações nacionais de nadadores-salvadores e concessionários de praias defendem alterações ao modelo de vigilância nas praias portuguesas, acabando com a contratação individual e promovendo alterações à formação.

Em causa está o modelo vigente em Portugal que obriga os concessionários das praias a contratarem nadadores salvadores para garantirem a vigilância e que, ao permitir a contratação individual, não garante a formação continua.

"O contrato individual é um total amadorismo. Um jovem tira o curso de nadador-salvador e pode ficar logo responsável por uma praia, sem estágio nem formação contínua, nem nada", afirma Alexandre Tadeia, presidente da Federação Portuguesa de Nadadores Salvadores (FEPONS).