Siga-nos

Perfil

Expresso

Última Hora Lusa

Paralisia cerebral: Maioria dos adultos não tem remuneração condigna, habitação própria e vida conjugal normal - especialista

Porto, 12 Out (Lusa) - A directora do Serviço de Neurologia Pediátrica do Hospital D. Estefânia, em Lisboa, revelou hoje, no Porto, que a grande maioria da população adulta com paralisia cerebral não tem um emprego dignamente remunerado, habitação própria ou vida conjugal.