Siga-nos

Perfil

Expresso

Economia

Ministério não é "paizinho" dos hospitais

Coimbra, 07 mai (Lusa) - A ministra da Saúde, Ana Jorge, apelou hoje à "boa gestão" dos hospitais e pediu responsabilidades às unidades pelos seus gastos e cumprimento dos contratos-programa, recusando que o Ministério sirva de "paizinho" dos hospitais.

Coimbra, 07 mai (Lusa) - A ministra da Saúde, Ana Jorge, apelou hoje à "boa gestão" dos hospitais e pediu responsabilidades às unidades pelos seus gastos e cumprimento dos contratos-programa, recusando que o Ministério sirva de "paizinho" dos hospitais.

"Não é necessário que o Ministério ou os seus organismos sirvam quase de um paizinho que tem de andar a acompanhar periodicamente os hospitais para eles cumprirem aquilo que são as regras que vêm na contratualização", advertiu a ministra, durante uma visita ao Hospital Geral do Centro Hospitalar de Coimbra.

Ana Jorge falava aos jornalistas a propósito da subida da dívida dos hospitais à indústria farmacêutica e do relatório do Tribunal de Contas que conclui que estas unidades estão a atrasar o pagamento aos fornecedores porque o Estado, no contrato-programa que define o financiamento das mesmas, não paga algumas actividades da prestação de cuidados.