Siga-nos

Perfil

Expresso

Economia

Banca: CMVM reafirma em tribunal que BCP usou offshores para esconder perdas e enganar o mercado

Lisboa, 30 jun (Lusa) - Os advogados da CMVM num processo contra o BCP alegaram hoje em tribunal que o banco escondeu perdas e parqueou ações próprias em várias off-shores sobre as quais mantinha a capacidade de decisão e assumia todos os riscos.

Lisboa, 30 jun (Lusa) - Os advogados da CMVM num processo contra o BCP alegaram hoje em tribunal que o banco escondeu perdas e parqueou ações próprias em várias off-shores sobre as quais mantinha a capacidade de decisão e assumia todos os riscos.

O regulador entende que o banco passou a propriedade de várias sociedades off-shore que tinha nas ilhas Cayman para "beneficiários fictícios", através de operações financiadas pelo próprio banco, sobrevalorizando outros ativos e com o objetivo de esconder perdas.

"Estas perdas e riscos nunca aparecem nas contas do BCP, pelo que o mercado achou que o banco tinha capital superior ao que tinha", disse o advogado da CMVM, Brandão Veiga, na sessão inaugural do julgamento de uma impugnação judicial que o BCP interpôs contra a coima aplicada pelo regulador.