Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Zeinal Bava eleito o 2.º melhor presidente-executivo na Europa

CEO da Portugal Telecom é o 2.º melhor da Europa, segundo a edição deste ano dos prémios da revista "Institutional Investor".

O presidente-executivo da Portugal Telecom (PT), Zeinal Bava, foi eleito pelos analistas o segundo melhor CEO da Europa, segundo a edição deste ano dos prémios da revista "Institutional Investor", ficando atrás de Vittorio Colao, do grupo Vodafone. No ano passado, Zeinal Bava tinha sido eleito pelos analistas e investidores como melhor CEO (presidente executivo) da Europa, também pela Institutional Investor.

Já os investidores elegeram Zeinal Bava o terceiro melhor CEO europeu, ficando atrás de Vittorio Colao, presidente executivo do grupo Vodafone, e de Ian Livingston, CEO da British Telecom, respetivamente.

Em Portugal, os investidores consideraram o líder da PT o melhor CEO do país, ficando à frente de Pedro Soares dos Santos (Jerónimo Martins) e de Manuel Ferreira de Oliveira (Galp Energia).

Paulo Fernandes, da Altri, António Mexia, da EDP, e Rodrigo Costa, da Zon Multimédia, ficaram ambos em quarto lugar no 'ranking'. Também os analistas elegeram Zeinal Bava o melhor CEO português, sendo que nesta classificação o presidente executivo da Galp Energia ficou em segundo lugar e o líder da EDP em terceiro.

Vasco de Mello, líder da concessionária de autoestradas Brisa, ficou em quarto, seguido de Fernando Ulrich, do BPI, e Ricardo Espírito Santo, do BES, ambos em quinto lugar.

O sétimo lugar foi atribuído pelos investidores a Rui Cartaxo, presidente executivo da REN. No segmento de melhor responsável pelas relações com o mercado, os investidores elegeram este ano Nuno Vieira, da PT, como o melhor, enquanto os analistas apontaram para primeiro lugar Tiago Villas-Boas, da Galp Energia.

Para os analistas, Nuno Vieira é o segundo melhor responsável pelas relações com o mercado em Portugal. Em termos de melhores administradores financeiros (CFO), tanto analistas como investidores elegeram Luís Pacheco de Melo, da Portugal Telecom, como o melhor do país, seguido de Nuno Alves (EDP) e de Luís Palha da Silva (Jerónimo Martins).

Os prémios da Institutional Investor têm como base uma análise anual, realizada por influentes profissionais na área do investimento, e foram atribuídos depois de uma votação de 1.467 analistas a nível mundial da parte do 'sell side' (analistas que no merado financeiro analisaram empresas e fazem recomendações de compra e venda), de 146 empresas e por 825 analistas do 'buy side' (investidores que estão atentos a grandes aquisições financeiras), que fazem parte de 436 entidades.

Na Europa, foram avaliadas mais de 50 empresas de telecomunicações.