Siga-nos

Perfil

Economia

WorldGMC

Quadros na prova

A equipa Cork Intelligence Amorim, formada por colaboradores da Amorim&Irmãos, defende que neste desafio se reforçam competências de gestão.

A possibilidade de poder participar num desafio de gestão que permite reforçar competências, foi a razão que levou Pedro Pinto da Costa, Ana Barros, Paulo Vilar, Tânia Maia e Marta Gonçalves, a formarem a equipa Cork Intelligence Amorim para integrar o Global Management Challenge 2018.

Com idades entre os 26 e os 37 anos e formações variadas que vão da engenharia industrial e gestão, à fiscalidade, estes quadros foram desafiados pela direção de recursos humanos da sua empresa a participar na prova. Apesar de não se terem qualificado para a segunda volta, não dão o tempo despendido por perdido. “Foi uma experiência bastante positiva onde reforçámos competências no âmbito da tomada de decisão e foco, num ambiente de imprevistos”, explica Pedro Pinto da Costa, líder da equipa.

Durante a primeira volta depararam-se com algumas dificuldades, nomeadamente o tempo da decisão e de análise, contextualizado no mercado em que estavam inseridos. “A experiência que já temos em contexto profissional permitiu-nos encarar este desafio de uma forma ponderada. Foi a primeira tentativa, estamos certos que a experiência também conta muito e numa próxima oportunidade, chegaremos mais longe na competição”, finaliza Pedro Pinto da Costa.