Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

UBS e o offshore TPG com 10.09% da PT

O banco de investimento UBS e o offshore TPG Axon passaram a controlar 10,09% do capital social da PT. Terão sido estas duas sociedades a comprar a participação de 8% da PT vendida nos últimos dias pela Telefónica.

Anabela Campos (www.expresso.pt)

A UBS e a TPG-Axon Capital Management, um offshore dominado por Dinakar Singh, comunicaram hoje à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) ter adquirido respectivamente 5,84% e 4,24% do capital da PT.

Nenhuma delas diz a quem adquiriu as acções da, mas tudo leva a querer que terão sido elas as compradoras da participação da Telefónica. Desconhece-se se os novos accionistas se terão resgistado para a ir à Assembleia Geral da PT, onde será votada a venda da participação da Vivo à Telefónica, por 6,5 mil milhões de euros.

A PT fechou hoje a perder 0,16% para 8,92 euros, pressionada pela redução da participação da Telefónica na PT de 10% para 2,02%. O mercado acredita que os novos accionistas, poderão ter um feito um acordo de recompra de acções com a Telefónica, e que irão à AG de dia 30 votar a favor da compra da Vivo. E nesse sentido, os analistas acreditam que não haverá tanta pressão para a Telefónica subir a oferta acima dos 6,5 mil milhões, conforme o mercado antecipava.

A venda dos 8% da PT ocorre num cenário em que a Telefónica corria o risco de se ver impedida de usar os seus direitos de voto na AG por se tratar de um eventual conflito de interesse.