Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Telefónica pode aumentar oferta pela Vivo

A espanhola Telefónica deverá aumentar o valor da proposta de compra da posição da Portugal Telecom na Vivo.

A Telefónica deverá aumentar o valor da oferta para compra da posição da Portugal Telecom na Vivo, operadora de telecomunicações considerada vital para o futuro do grupo espanhol no Brasil, noticia hoje a imprensa brasileira.     A expetativa de que a Telefónica poderá oferecer mais do que os 5,7 mil milhões de euros pela Vivo, oferta recusada pela PT, fez as ações da operadora dispararem 34%na terça-feira, a maior valorização da Bovespa.     "Na resposta, a PT deixou claro que vender a Vivo não é uma questão de preço, mas os seus executivos sabem que há limite em rejeitar propostas tentadoras", refere a edição de hoje do Valor Económico.     "E a Telefónica sabe disso e deve trabalhar com esse limite, especialmente porque a PT é uma empresa de capital pulverizado e não há garantia de que os acionistas estejam alinhados com a administração", escreveu o diário.

Vivo responsável por 50% das receitas da PT

  Caso a PT decida vender a Vivo, perderá o "ativo mais importante de seu negócio", responsável por cerca de metade das receitas do grupo português.    "Sem a Vivo, a PT tornar-se-ia um alvo óbvio e fácil de consolidação, especialmente considerando que o Governo português deve retirar a 'golden share' da empresa neste ano, conforme recomendou a União Europeia", sublinhou.    A Telefónica, por seu turno, terá ganhos de sinergias entre três a quatro mil milhões de euros com a integração entre as operações móvel da Vivo e fixa da operadora Telesp, que o grupo espanhol já controla no Brasil.     "Na prática, de 50 a 60% do gasto com a oferta seriam compensados quase automaticamente", escreveu o diário, salientando ainda os ganhos fiscais da Telefónica com a transação.     PT e Telefónica detêm em proporções iguais 59,5% do capital total da Vivo, sendo os portugueses responsáveis pela parte executiva da operadora e os espanhóis a controlar a administração financeira.     Actualmente, a Vivo é a maior operadora móvel, no Brasil, com 53,9 milhões de utilizadores, uma quota de 30,12%do mercado, em Março deste ano, seguida pela mexicana Claro (25,45%) pela TIM (23,65%).     ***Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico*** 

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.