Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Super Bock rende-se ao futebol

Primeiro anúncio que associa marca de cerveja ao futebol estreia-se hoje em televisão (veja vídeo no final do texto)

Catarina Nunes (www.expresso.pt)

A Super Bock arranca em 2010 com o lançamento da primeira campanha que materializa a ligação da marca ao futebol. Na mesma semana em que a Sagres e o Sporting encerraram a guerra dos patrocínios, a Super Bock (que substitui a Sagres no clube de Alvalade) não se compromete e opta por lançar um anúncio sem referências aos clubes que patrocina.

"Procurámos uma abordagem mais generalista e muito centrada nas pessoas, na sua vida, na forma como vivem a sua paixão pelo futebol", refere Joana Queiroz Ribeiro, directora de Pessoas e Comunicação, justificando a ausência de símbolos do Sporting e do Porto.

O spot de televisão, criado pela agência espanhola Caldas Naya (que trabalha a comunicação dos patrocínios da Unicer), tem por base a música Live is Life, da banda Opus, numa reinterpretação de Mikkel Solnado, filho do actor Raul Solnado. "O anúncio vive à volta das pessoas e do que elas sentem", conta Joana Queiroz Ribeiro.

Sem revelar o montante envolvido na associação da Super Bock ao futebol, a directora de Pessoas e Comunicação refere apenas que os patrocínios representam cerca de 40% dos investimentos anuais de marketing da Unicer, "onde o futebol tem um preso muito significativo".

Desde 2008 que a Super Bock tenta ganhar terreno à Sagres no universo do futebol, que durante anos foi dominado pela marca da Central de Cervejas. O verniz estalou no início doVerão passado, quando o Sporting decidiu rescindir unilateralmente o contrato que o unia à Sagres, para assinar um novo acordo com a Super Bock. A Sagres decidiu processar o Sporting, e por arrasto a Super Bock, por considerar o novo contrato abusivo e ilegal por ter sido assinado enquanto havia outro ainda em vigor. Esta semana, a Sagres anunciou que desistiu do processo, através do qual exigia uma indeminização de oito milhões de euros. Em Agosto, a Super Bock, através do patrocínio ao Sporting e ao Porto, teve um retorno de exposição mediática de 6,4 milhões de euros. Nesse mês, a Sagres chegou aos 20 milhões de euros através da associação ao Benfica e à Selecção nacional.