Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Soares Carneiro empurrado até à porta

Zeinal Bava e Henrique Granadeiro uniram-se. Esta semana afastaram Rui Pedro Soares. Soares Carneiro pode sair já na próxima

Ricardo Costa (www.expresso.pt)

Nas últimas semanas a Portugal Telecom tem sido tudo menos um modelo de coordenação. As versões sobre a última semana de Junho de 2009 (em que a compra da PT falhou) foram mais que muitas. Os pedidos de providência cautelar feitos por dois administradores provocaram uma fúria evidente na empresa. Mas agora chegou a hora de arrumar a casa e de fazer vítimas.



Rui Pedro Soares saiu pelo seu próprio pé, mas foi fortemente pressionado por Zeinal Bava e Henrique Granadeiro.



As divergências entre o CEO e o chairman da PT são conhecidas de todos, mas, neste caso, não tiveram outro remédio e uniram-se.



O objectivo é simples: sair rapidamente de uma crise sem precedentes. O afastamento dos dois administradores indicados pelo Estado, Rui Pedro Soares e Fernando Soares Carneiro (referenciados nas escutas), é inevitável.



A solução encontrada por Granadeiro e Bava é simples, embora potencialmente perigosa. Entregaram o caso à Comissão de Auditoria, um órgão independente que emana directamente da Assembleia Geral. A Comissão vai analisar todos os pressupostos e intervenientes no negócio da compra da TVI.



Se entender que algum administrador exorbitou o mandato, pode ordenar a sua suspensão. Esta decisão não é passível de qualquer tipo de recurso. Ou seja, se pedir a suspensão de Soares Carneiro, ele terá que sair. Carneiro foi nomeado pelo Estado mas é muito próximo de alguns accionistas do núcleo-duro da PT e foi responsável pelo polémico financiamento à Ongoing . A Comissão de Auditoria pode encerrar o caso numa semana.

Artigo publicado na edição impressa do Expresso de 20 de Fevereiro de 2010.