Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Presidente da CGD diz que tudo tem preço, "exceto a honra"

Faria de Oliveira falou a propósito de uma eventual compra da participação da PT na Vivo pela Telefónica.

O presidente da Caixa Geral de Depósitos (CGD), Faria de Oliveira, disse hoje que tudo tem o seu preço", a propósito de uma eventual compra da participação da PT na Vivo pela Telefónica.

"Tudo tem o seu preço, exceto a honra", disse Faria de Oliveira aos jornalistas, citado pela SIC, no intervalo de uma conferência da COTEC -- Associação Empresarial para a Inovação.

O presidente da CGD, banco que detém 7,3 por cento da PT, afirmou ainda, que "a posição de princípio da Caixa é não vender aquilo que tem na Vivo".

O ex-presidente da PT, Murteira Nabo defendeu, à margem do mesmo encontro, que a Portugal Telecom não deve vender a sua parte da Vivo porque a empresa brasileira "é estratégica" e "a grande fonte" de crescimento e internacionalização do grupo.

Murteira Nabo, 'chairman' da petrolífera Galp, considerou ainda que o preço oferecido pela Telefónica é baixo.

"Se eu fosse presidente da PT não vendia e faria uma proposta de compra da Vivo", disse aos jornalistas.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.