Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Paulo Duarte é o novo presidente das farmácias

Assumiu o lugar de presidente interino após a saída de João Cordeiro e é o único candidato à liderança da Associação Nacional das Farmácias. As eleições são a 4 de maio.

Paulo Duarte é o único candidato à presidência da Associação Nacional das Farmácias (ANF), depois de mais de dez anos como secretário-geral e um ano como vice-presidente da Direcção da Associação.

É reconhecido como o braço-direito de João Cordeiro que, depois de quase quatro décadas à frente da ANF, deixa a presidência, bem como todos os cargos que ocupa nas empresas detidas pela associação. Cordeiro é candidato à presidência da Câmara de Cascais a convite do PS.

Na lista candidata, a mesa da Assembleia-Geral é encabeçada por João Silveira, o Conselho Disciplinar por Helena Amado e o Conselho Fiscal por Nuno Barros.

Constituída em 1975, a ANF foi sempre liderada por João Cordeiro, que a transformou num império empresarial e num dos maiores lóbis do país, mas tem vindo a perder poder.

Segundo o site da ANF, no primeiro trimestre de 2012 "as dificuldades de acesso da população portuguesa aos medicamentos aumentaram drasticamente,

registando-se hoje 279 farmácias - cerca de 10 por cento do total existente em Portugal - com acções e insolvência e penhora".



Daquele total, 78 farmácias estão com processos de falência (mais 21,9% do que

em dezembro de 2012, o que corresponde a mais 14 farmácias) e 201 farmácias estão com rocessos de penhora (mais 14,2% face ao final de 2012, ou seja, mais 25 armácias).  

As eleições estão marcadas para 4 de maio.