Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Paulo Azevedo já jurou, e você?

A Sonae foi a única empresa, em 500 convidadas, a assinar o "juramento de Davos", para a ética empresarial.

Marisa Moura (www.expresso.pt)

A primeira de oito juras é "Irei liderar a minha empresa de forma diligente e de boa-fé e não deixarei que considerações pessoais e compensações remuneratórias interfiram no interesse da minha empresa e da sociedade em geral, no longo prazo". Paulo Azevedo e Luís Reis, os dois responsáveis máximos da Sonae, foram os primeiros portugueses a assinar o chamado "juramento de Davos". Mais três mil quadros da Sonae farão o mesmo.

Esta foi a única empresa a responder ao desafio, em Portugal. 500 cartas foram enviadas, em Abril, por Gustavo Cardoso, professor de Profissão, Ética e Sociedade no ISCTE e representante nacional do Young Global Leaders do World Economic Forum. Dirigido a líderes empresaiais, trata-se de documento anti-corrupção, a favor da dignidade humana e da sustentabilidade das gerações futuras. Pode ser assinado online.

 

Se pretende jurar, jure aqui: http://www.globalbusinessoath.org/businessoath-por.php