Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Parlamento espanhol aprova pacote de medidas de austeridade

As medidas do Governo espanhol incluem cortes nos salários da função pública, nos salários dos altos cargos do Estado e reduções em investimentos públicos.

O Governo socialista espanhol conseguiu hoje, com a margem mínima de um voto, aprovar as medidas de controlo do défice, numa sessão plenária do parlamento, onde ficou isolado e ouviu duras críticas da oposição.  

Como previsto, o decreto-lei obteve 169 votos a favor (do PSOE, no poder), 168 votos contra (da maioria das forças políticas da oposição) e 13 abstenções da CiU, UPN e Coligação Canária.

O diploma é considerado um dos mais importantes dos seis anos de Governo socialista e por isso o PSOE manteve intensos contactos com as restantes forças políticas, que apenas conseguiram convencer a CiU a abster-se.

A ministra da Economia espanhola, Elena Salgado, defendeu o decreto e considerou "imprescindível e urgente realizar um novo esforço extraordinário para reduzir com maior rapidez o défice público", admitindo que as medidas são "dolorosas e inevitáveis".

As medidas, anunciadas pelo Governo espanhol para reduzir o défice, incluem cortes nos salários da função pública, nos salários dos altos cargos do Estado e reduções em investimentos públicos, entre outras.

***Este texto foi escrito ao abrigo do Novo Acordo Ortográfico***