Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Nova presidente da Petrobrás apanhava papel em criança

Depois de ter feito trabalho infantil a apanhar papel, garrafas e latas no estado de Minas Gerais, onde nasceu, a brasileira Maria das Graças Foster assume a liderança da Petrobrás, uma das maiores empresas do mundo.

Maria Luiza Rolim (www.expresso.pt)

Quando no próximo dia 9 de fevereiro assumir o controlo da Petrobrás -  34ª posição no ranking das 500 maiores empresas do mundo da revista "Fortune"-, a brasileira Maria das Graças Foster, 58 anos, tornar-se-á uma das mulheres mais poderosas de 2012, lado a lado com a Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, que a escolheu para o cargo. Entrará também para o seleto clube de mulheres no comando de grandes empresas, um futuro imprevisível na sua infância quando andava a apanhar papel, garrafas e latas no estado de Minas Gerais.

A confirmação da sua indicação para suceder a José Sérgio Gabrielli - atual presidente desde os tempos de Lula da Silva-, decorrerá na próxima reunião do Conselho de Administração da Petrobrás-Petróleo Brasileiro S.A. Maria das Graças Foster será a primeira mulher a dirigir uma petrolífera,  um setor até aqui dominado exclusivamente por homens. E será responsável por investimentos da ordem de 225 mil milhões de dólares até 2015.

Currículo de peso

Maria das Graças Foster é licenciada em Engenharia Química pela Universidade Federal Fluminense com mestrado em Engenharia Química e pós-graduação em Engenharia Nuclear pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, e tem MBA em Economia pela Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro.

Segundo o  "Financial Times", a nova presidente da Petrobrás é uma das 50 mulheres em ascensão no universo dos negócios em todo o mundo. E está entre as 10 executivas mais poderosas da América Latina, segundo a revista "America Economia", publicação sobre economia, finanças e negócios na América Latina, editada no Chile.

Maria das Graças Foster está entre as 15 melhores gestoras do Brasil em 2011, de acordo com o  ranking organizado pelo jornal "Valor Econômico" em parceria com a empresa de seleção de empresário Egon Zehnder. Neste mesmo ano,  participou do evento "Women at the Top", organizado pelo "Financial Times", que reuniu, na China, as mais destacadas empresárias  do mundo.

 32 anos de Petrobrás

Com 32 anos de Petrobrás, a atual diretora da Área de Gás e Energia da petrolífera, cargo que ocupa desde 2007, é também presidente da Gaspetro-Petrobrás Gás S.A. e dos Conselhos de Administração da TBG-Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil S.A. e da TAG-Transportadora Associada de Gás S.A. É, ainda, membros dos Conselhos de Administração da Transpetro-Petrobrás Transporte S.A., da Petrobrás Biocombustível S.A., da Braskem S.A. e do IBP-Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.

De maio de 2006 a setembro de 2007, foi presidente da Petrobrás Distribuidora S.A., acumulando a função de diretora financeira nesse último ano. Em setembro de 2005, assumiu a presidência da Petroquisa - Petrobras Química S.A., desempenhando, simultaneamente, a função de gerente executiva de Petroquímica e Fertilizantes na Diretoria de Abastecimento da Petrobrás.

De janeiro de 2003 a setembro de 2005, exerceu a função de Secretária de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis do Ministério de Minas e Energia e assumiu, por decretos da Presidência da República, as funções de Secretária Executiva Nacional do Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás (Prominp) e coordenadora interministerial do Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel, ambos do Governo Federal.

Anteriormente, ocupou cargos gerenciais na Petrobrás, na Área de Gás e Energia e no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), bem como na TBG.

Várias distinções

Em 2007, Graça Foster - como é conhecida pela imprensa - foi condecorada com o grau de Comendador da Ordem do Rio Branco, do Ministério das Relações Exteriores. No ano seguinte, foi eleita empresária do ano e recebeu o troféu "Equilibrista", concedido pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef-RJ). Foi distinguida, ainda, com o prémio "Mulher de Negócios 2008", da revista "Cláudia".

Em 2009, recebeu a Medalha Tiradentes, a mais importante homenagem oferecida pela Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, em reconhecimento a sua contribuição para o desenvolvimento do país e do Estado do Rio de Janeiro.

No ano passado, foi agraciada com o Grau de Comendador do Quadro Suplementar da Ordem do Mérito Naval, por proposta do Conselho da Ordem do Mérito Naval à Presidência da República. A comenda foi concedida, em Brasília, durante as comemorações do aniversário da Batalha Naval do Riachuelo, data magna da Marinha.