Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Moody's mantém rating de Portugal

A agência de notação financeira manteve o rating de Portugal com perspetiva negativa, justificada face à contínua vulnerabilidade da zona euro.

A Moody's decidiu hoje manter a classificação da dívida pública portuguesa em Ba3, com perspetiva (outlook) negativa.

Numa nota enviada hoje, a Moody's sublinha o "progresso significativo" que o país tem conseguido na consolidação orçamental e nas reformas estruturais, destacando igualmente o "progresso, nos meses recentes, no regresso aos mercados", mas justifica a  manutenção da nota negativa com as vulnerabilidades da zona euro, com o défice e a dívida pública elevados e com a recessão provavelmente maior que a prevista para este ano.

A manutenção do 'outlook' negativo é justificada pela agência de notação financeira com "a contínua vulnerabilidade" da zona euro aos choques da crise da dívida, que culminou este mês com a questão do Chipre.

"O nível muito elevado de dívida" e o "persistente défice elevado", conjugada com uma recessão "maior do que o esperada" são também argumentos usados pela Moody's para manter o 'outlook' negativo.

Segundo a Moody's, o rating de Portugal pode vir a cair ainda mais caso se observe um aumento significativo do rácio da dívida, que possa originar um segundo resgate.

Os juros da dívida correm também o risco de começar a subir, devido a uma perda de confiança dos mercados na recuperação da economia de Portugal ou à incapacidade dos líderes europeus em conterem a crise.