Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Merkel quer sanções severas para países infratores

A chanceler alemã defende sanções mais severas contra os países que não respeitem as regras do pacto de estabilidade do euro, incluindo a suspensão dos seus direitos de voto.

A chanceler alemã, Angela Merkel, defendeu sanções mais severas contra os países que não respeitem as regras do pacto de estabilidade do euro, incluindo a suspensão dos seus direitos de voto, numa entrevista ao Bild am Sonntag publicada hoje.

"No final, deverá ser possível no futuro retirar, pelo menos temporariamente, o direito de voto a um país que não cumpra os seus compromissos" em matéria de política monetária, disse a chefe do governo alemão.

"Para a Alemanha, este é um ponto essencial", acrescentou.

A chanceler disse que deve ser criado este mês um grupo de trabalho, ao nível dos ministros das Finanças da zona euro, para tratar das alterações necessárias às regras da zona euro.

"Estas (alterações) incluirão com toda a certeza uma revisão das sanções contra aqueles que se escusam das regras do pacto de estabilidade", disse.

"Precisamos verdadeiramente de retirar lições da atual crise para que o euro continue a ser uma moeda forte e estável", acrescentou.

A quase falência da Grécia, provocada por uma importante dívida pública escondida durante muito tempo, é responsável por uma crise sem precedentes que está a ameaçar outros países da zona euro.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.