Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Lula da Silva apoia projecto Galp-Petrobras

O presidente brasileiro esteve hoje no Palácio das Necessidades, em Lisboa, para reforçar o compromisso do Brasil no "Projecto Belém" que a Galp e a Petrobras desenvolvem na área dos biocombustíveis.

J. F. Palma-Ferreira (www.expresso.pt)

Lula da Silva, presidente do Brasil, esteve hoje presente no Palácio das Necessidades, em Lisboa, às 19h30, nas cerimónias que formalizaram o desenvolvimento do "Projecto Belém", onde a Galp e a Petrobras vão investir €357 milhões.

O "Projecto Belém" estará pronto a iniciar a produção de biodiesel em 2015, estimando-se que sejam fabricadas 260 mil toneladas de biocombustível a partir de óleo de palma produzido no Brasil.

Obiodiesel será refinado em Portugal, numa unidade industrial que ainda vai ser construída na refinaria de Sines. Este acordo entre a Galp e a Petrobras - que já foi designado como "bio-parceria" - implicará a constituição de uma empresa conjunta, detida em 50% pela Galp e 50% pela Petrobras.

Paralelamente, no âmbito da X Cimeira Luso-Brasileira, a Associação Industrial Portuguesa-Confederação Empresarial (AIP-CE), a Confederação Nacional da Indústria do Brasil (CNI) e a AICEP Portugal Global, com o apoio da Embaixada do Brasil em Portugal, promoveram hoje um encontro empresarial, às 17h00, no Centro de Congressos de Lisboa. A sessão de abertura contou com as intervenções de Vieira da Silva, ministro da Economia português, Miguel Jorge, ministro da Indústria e Comércio do Brasil, Jorge Rocha de Matos, presidente da AIP-CE, Basílio Horta, presidente da AICEP-Portugal Global, e Carlos Mariani, vice-presidente do CNI.

No encontro empresarial, à porta fechada, os oradores tiveram a oportunidade de trocar ideias sobre o relacionamento bilateral e as parcerias luso-brasileiras em mercados terceiros.

Participaram neste encontro as empresas Odebrecht, Andrade Gutierrez-Zagope, o Grupo Camargo Corrêa, Banco do Brasil, Bradesco, Banco Itaú, Embraer, Totvs e Petrobras.