Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

FMI confia na recuperação espanhola

As medidas já tomadas pelo Governo de José Luis Zapatero foram vistas com especial agrado pela comitiva do Fundo Monetário Internacional.

Sara Fonseca (www.expresso.pt)

Em visita a Espanha, Dominique Strauss-Khan, presidente do FMI, pronunciou-se hoje sobre a situação económica do país, colocando de parte os cenários catastróficos anteriormente equacionados.

"Certos países, como a Grécia, sofreram um aumento muito grave do seu nível de dívida. Outros, como a França e Alemanha, vivem uma situação intermédia, no entanto a Espanha tem uma boa situação e é preciso encetar esforços para a melhorar", afirmou Strauss-Kahn, citado pelo jornal Expansion.

O responsável máximo do FMI aplaudiu ainda as medidas já tomadas pelo Executivo de Zapatero, considerando-as de "enorme utilidade", uma vez que serão o pilar para o crescimento económico das próximas décadas.

"Tenho muita confiança na economia espanhola pois este tem um elevado potencial e acredito que conseguirão reduzir os níveis de endividamento rapidamente", continuou.

Quando questionado sobre possíveis semelhanças entre Espanha e Portugal, Dominque Strauss-Kahn defendeu que de facto se trata de casos diferentes, uma vez que o nível de endividamento público e privado em Portugal é bastante superior.