Siga-nos

Perfil

Economia

Turismo

Douro Azul fica com cacilheiro de Joana Vasconcelos

O cacilheiro que representou Portugal na Bienal de Veneza irá operar quatro cruzeiros turísticos por dia no Tejo, que farão a ligação entre o Terreiro do Paço e a Torre de Belém

Luiz Vasconcelos

Empresa de cruzeiros de Mário Ferreira vai comprar o cacilheiro "Trafaria Praia", recuperado pela artista e que esteve na Bienal de Veneza.

A Douro Azul, empresa de cruzeiros fluviais liderada pelo empresário Mário Ferreira, exerceu o direito de preferência sobre a aquisição do "Trafaria Praia", antigo cacilheiro que foi recuperado pela artista Joana Vasconcelos e que representou o Pavilhão de Portugal na última Bienal de Veneza, em 2013.

O "Trafaria Praia" vai passar a ficar num estaleiro naval na zona de Lisboa. A partir de abril já poderá ser visitado, num cais entre o Cais do Sodré e a Ribeira das Naus. Segundo a Douro Azul, o cacilheiro irá operar quatro cruzeiros turísticos por dia com a duração de uma hora, que farão a ligação entre o Terreiro do Paço e a Torre de Belém.

O preço da viagem será de 15 euros e a visita à instalação artística de Joana Vasconcelos (que está em processo de revisão) custará cinco euros adicionais.

A Douro Azul já era responsável pela operação da embarcação na Bienal de Veneza. O barco transformado por Joana Vasconcelos foi visitado por 106 mil pessoas ao longo dos sete meses da bienal, tendo transportado 20 mil passageiros em cruzeiros turísticos pela Lagoa de Veneza.

De momento, o "Trafaria Praia" encontra-se na fase final da viagem de regresso de Veneza, um processo iniciado há cerca de dois meses. A chegada a Lisboa deverá ocorrer no final da semana, dependendo das condições climatéricas.