Siga-nos

Perfil

Economia

Estratégias

Investir? Só pela net

A Proteste Poupança fez o teste. Se optar pelo investimento online pode poupar mais de 2000 euros. Clique para visitar o canal Dinheiro

Ana Pimentel (www.expresso.pt)

Os preçários dos intermediários financeiros continuam caros e confusos. Por isso, esteja atento aos custos associados à transacção de acções e opte pela negociação via internet. Se não tiver acesso online, considere o telefone.

As conclusões vêm do último estudo da Proteste Poupança, publicação financeira da Deco Proteste. "Relembramos que este tema deveria ser alvo de controlo mais apertado por parte das autoridades competentes, pois os investidores continuam confusos, principalmente para quem está pouco familiarizado com a Bolsa", revela a publicação.

Apesar de os custos médios terem vindo a descer, as assimetrias são cada vez maiores. Os intermediários financeiros mais caros chegam a cobrar mais de sete vezes o custo da oferta mais económica. Regra geral, os bancos mais generalistas têm preçários menos atractivos. Se não quiser abrir uma conta noutra instituição, opte pelo canal internet do seu intermediário. Um investidor activo chega a conseguir poupar mais de 350 euros por ano, apenas por escolher um canal mais barato junto do banco onde já tem a sua conta. Em média, o "desconto" ronda os 40%.

GoBulling e Orey iTrade

Os técnicos da publicação desenharam quatro perfis de investidor: pequeno, passivo, activo e agressivo. Consideraram o investimento na bolsa nacional e nos mercados internacionais (Euronext e mercado americano) e incluíram diferentes estratégias de investimento. Para todos os perfis, a escolha acertada recai na plataforma GoBulling do Banco Carregosa. Os subscritores da Proteste Poupança devem optar pelo protocolo celebrado entre a Deco e o mesmo intermediário.

A plataforma Orey iTrade também é uma boa opção. Os custos não são muito diferentes e um investidor agressivo pode poupar 838 euros face à média. Essa poupança pode ser superior se o investidor for ainda mais activo. Mas para esses investidores, a informação prestada e a estrutura da plataforma são factores mais importantes.

No mercado americano, os preçários dependem do número de acções. Assim, cobram uma comissão de 0,02 dólares (LJ Carregosa) ou 0,03 dólares (Orey iTrade) por cada acção negociada. Se investir em acções de reduzida cotação e montantes elevados, é provável que a melhor oferta seja a do Banco Best ou do Banco Big (à cotação actual do dólar americano). Estas ofertas são preferíveis quando negoceia mais de 600 acções.

Durante a análise, os especialistas foram obrigados a contactar alguns intermediários, para que explicassem alguns "campos" dos preçários. Nalguns casos, tiveram de aguardar mais de 10 minutos até que fosse dada uma resposta concreta. Actualmente, a taxa de bolsa da Euromext é fixa, mas ainda há intermediários que não ajustaram os preços às novas condições de mercado.

As comissões de transferência continuam a ser um entrave à livre concorrência, segundo a publicação. Para os especialistas da Proteste Poupança, estas deveriam ser praticamente nulas, mas ainda existem casos onde a comissão é muito elevada.

No investimento em bolsa, o custo total é composto por diversas parcelas autónomas, sendo que as principais são a comissão de transacção, taxa de bolsa, guarda de títulos (Banco Carregosa, Golden Broker e iTrade não cobram) e comissões quando há lugar à distribuição de dividendos, aumentos de capital, entre outros. Nos dividendos, é cobrada uma comissão que ronda, em média, os 1,6% do montante recebido. Os clientes das plataformas GoBulling PRO e iTrade não pagam este custo.