Siga-nos

Perfil

Economia

Ações

Acções portuguesas para 2009

Acções portuguesas para 2009

São 8 as acções nacionais que fazem parte das eleitas do Barclays Wealth para um 2009 incerto

Nuno Alexandre Silva

Incerteza e volatilidade são os ingredientes que vão entrar nas receitas para as carteiras de investimentos de 2009 do Barclays Wealth. Depois de um 2008 que terá ficado marcado como "um dos mais negativos de sempre para a história dos mercados internacionais accionistas", agora é altura de olhar em frente e seguir caminho tentando minimizar as perdas e voltar aos ganhos. Para isso, e para tentar enfrentar um ano que o Barclays espera de continuação da deterioração da economia e de quebra nas avaliações dos títulos nos próximos trimestres, a casa de investimento escolheu os bons companheiros da bolsa portuguesa para brindar a 2009.

Um banco, uma cimenteira, duas empresas de energia e serviços básicos, duas empresas de telecomunicações, uma de retalho e uma de papel entram na ementa das principais acções que é aconselhada a investidores numa altura em que "será recomendável manter uma postura cautelosa face ao mercado accionista" e ir construindo uma carteira "a partir de uma base de títulos mais defensivos - com forte geração de fluxos de caixa e robustez de balanço", defende a instituição financeira. Daí o banco de investimento recomendar as acções da Portugal Telecom, apesar do preço-alvo estar abaixo do valor actual dos títulos.

Contudo, serão necessários mais anos do que apenas 2009 para os títulos voltarem aos valores que se registavam há 12 meses. Mesmo com a carteira recomendada pelo Barclays e assumindo que todos os preços-alvo se atingiam, a rendibilidade média ficaria nos 28 por cento no final de 2009, quando as 20 principais acções nacionais perderam desde Janeiro até agora, mais de 50 por cento.

8 cartas do baralho do PSI

A carteira de títulos preferidos do Barclays centra-se num cenário de maior volatilidade e incerteza

Empresa Preço-alvo Preço actual
BES 8,65¤ 6,445¤
Cimpor 4,35¤ 3,50¤
EDP 3,50¤ 2,644¤
Jerónimo Martins 5,60¤ 4,006¤
ZON 4,00¤ 3,739¤
Portugal Telecom 6,05¤ 6,12¤
Galp Energia 10,60¤ 7,231¤
Portucel 2,10¤ 1,459¤
Fonte: Barclays Wealth. Bloomberg. 29 de Dezembro de 2008