Siga-nos

Perfil

Economia

Ações

Acções a preços de saldo, segundo os analistas

Depois de um período de quedas e subidas históricas, as acções do principal índice nacional valem hoje, em média, menos 40% do que os analistas estimam que possam valer daqui a 12 meses. Clique para visitar o canal Dinheiro

Nuno Alexandre Silva (www.expresso.pt)

Depois de um dia que fez história na bolsa portuguesa, com uma subida superior a 10%, o PSI-20 tem hoje acções que estão entre "preços de saldos" e de "liquidação total", segundo os analistas financeiros que acompanham as acções nacionais.

Em média, os 19 títulos que são acompanhados pelos analistas e que viram as suas acções serem alvo de recomendação nos últimos três meses (a Inapa não se inclui neste leque de acções), têm hoje um valor que está 40% abaixo do valor estimado para as acções como justo, de acordo com os preços-alvo emitidos pelos analistas.

A Mota-Engil é a acção com uma diferença maior entre as notas dos intermediários financeiros e as cotações reais na bolsa.  Enquanto a acção segue hoje a transaccionar a 2,38 euros, os especialistas acreditam que os títulos possam valer 4,517 euros, um potencial de subida de quase 90%. A Sonae Indústria, a Sonae, o Banco Espírito Santo e a Zon Multimédia, são as outras acções mais baratas, segundo as contas dos analistas dos intermediários financeiros.