Siga-nos

Perfil

Economia

Produtos financeiros

Certificados do Tesouro estreiam-se com juros de 1,25% a 5 anos

Os Certificados do Tesouro vão pagar anualmente, em termos brutos, 1,25% nos primeiros 5 anos para as subscrições de julho. Quem ficar mais tempo com os títulos pode ter mais vantagens.

Jorge Pires (www.expresso.pt)

Foram hoje conhecidas, através do Instituto de Gestão da Tesouraria e do Crédito Público (IGCP), as taxas de juro para os Certificados de Tesouro que vão começar a ser comercializados amanhã.

A taxa íliquida nos primeiros cinco anos de investimento será de 1,25% anualmente para as subscrições no mês de julho. Numa aplicação a 5 anos, a taxa de juro anual ilíquida será de 4,45%, sendo que os juros brutos anuais sobem para 5,5%, se a aplicação for a 10 anos.

Os Certificados de Tesouro são um instrumento de dívida criado com o objectivo de captar a poupança das famílias e tem um prazo máximo de 10 anos. Estes certificados só podem ser emitidos a favor de particulares e vão estar disponiveis a partir de amanhã, 1 de julho, nos balcões dos CTT e do IGCP, ou online através do site AforroNet.

O pagamento de juros do novo instrumento de dívida tem como base os juros pagos pelos Bilhetes de Tesouro ou a Euribor a 12 meses para os cinco primeiros anos de vida do produto. Segundo o IGCP, a partir do quinto ano haverá um "pagamento da componente de juros correspondente à diferença entre a remuneração dos Bilhetes do Tesouro (BT) ou Euribor a 12 meses e das Obrigações do Tesouro (OT) a 5 anos " e no décimo ano da aplicação, esse pagamento de juros corresponderá "à diferença entre a remuneração da OT a 5 anos e da OT a 10 anos ".

O mínimo de subscrição é de 1000 unidades, sendo que cada unidade é de €1, o que equivale a um mínimo de €1000 de subscrição. O resgate antecipado, seja ele total ou parcial, é apenas permitido ao fim de 6 meses após a data de subscrição.