Siga-nos

Perfil

Economia

Créditos

Prestações da casa voltam a subir

Quem renova a prestação do crédito à habitação com o indexante Euribor a seis meses vai entrar no ciclo das subidas. Clique para visitar o canal Dinheiro

Nuno Alexandre Silva (www.expresso.pt)

Depois de longos meses a ver descer as prestações, os portugueses com créditos à habitação indexados à Euribor a 6 meses que vão renovar a prestação mensal com base nos juros de junho já vão sentir maior peso do encargo com a casa. A Euribor a 6 meses média de junho atingiu os 1,012%, subindo dos 0,982% médios de maio e ultrapassando os 0,996% que se registavam em dezembro de 2009, indexante que servia de âncora aos empréstimos para quem vai agora renovar a mensalidade.

Num empréstimo a 30 anos, de €100 mil e com um spread de 1%, os mutuários vão pagar quase mais €11 pela prestação da casa, passando da anterior mensalidade de cerca de €369, com base na Euribor a 6 meses do mês de dezembro de 2009, para os pouco mais de €380, com base na Euribor média de junho de 2010.

Nos empréstimos indexados à Euribor a 3 meses, a subida dos juros já se tinha feito sentir no mês passado, com os juros médios de maio a atingirem os 0,687%, mas agora a prestação fica ainda mais pesada. Quem renovar as prestações com base na Euribor a 3 meses média de junho, 0,728%, vai pagar mais €4 num empréstimo semelhante ao exemplificado anteriormente, passando de uma mensalidade de €352 (que pagava desde abril) a €356.

A salvo das subidas de prestações com a habitação estão os portugueses que têm os créditos indexados à Euribor a 12 meses e que vão renovar agora a mensalidade. A taxa média de junho, 1,281%, está ainda abaixo dos 1,61% de junho de 2009. Num empréstimo igual ao simulado anteriormente, os mutuários pagarão agora cerca de €383 quando antes pagavam perto de €401.