Siga-nos

Perfil

Economia

Contas

Contas que esticam o salário

As contas ordenado têm várias vantagens, mas também podem ser uma armadilha para cair no sobreendividamento. Clique para visitar o canal Dinheiro

Rute Gonçalves Marques (www.expresso.pt)

As contas ordenado são uma das grandes apostas das instituições financeiras para cativar o dinheiro fresco dos clientes. A isenção de algumas comissões bancárias, transferências e pagamentos gratuitos e a oferta das anuidades dos cartões de débito e de crédito são alguns dos factores a favor destas contas. No entanto, é o crédito fácil- descoberto -, no valor de um a três vencimentos, que mais alicia os clientes. Esta possibilidade é uma vantagem para quem luta mensalmente para chegar ao final do mês com dinheiro na conta, mas se não for gerida com cuidado, pode tornar-se numa armadilha.

Ao contrário dos cartões de crédito, são poucas as contas ordenado que permitem a utilização do descoberto sem cobrar juros durante um curto período de tempo. As excepções são a Caixaordenado, da Caixa Geral de Depósitos, a Finiconta Ordenado, do Finibanco, a Conta Extra Ordenado, do Banco Popular, e a Super Conta Ordenado Premium, do Santander, que não cobram juros no primeiro ano. Nas restantes, a utilização do "descoberto" obriga o titular a incorrer em taxas de juro que podem ir dos 10,9% aos 20,54%.

Presentes para todos

A Conta Extra Ordenado, do Banco Popular, e a Finiconta Ordenado, do Finibanco, são duas das que permitem o uso gratuito do crédito. A primeira até permite que se utilize 250 euros durante um mês sem pagar juros, e quem se vincular ao banco por um período de 18 meses recebe uma máquina de café Delta. No Finibanco, também se pode usar o descoberto autorizado de 250 euros isento de juros, mas apenas por um período de cinco dias.

Para quem tem um vencimento superior a 1500 euros, tem na Super Conta Ordenado Premium, do Santander, uma boa opção. Durante o primeiro ano, o saldo a descoberto está isento de pagamento de juros. Porém, nos seguintes será aplicada a taxa de juro em vigor na altura. Actualmente, a taxa anual efectiva global desta conta é 19,80%, para saldos inferiores a 5 mil euros. O Santander Totta também dá presentes. Quem domiciliar o ordenado durante 25 meses, será premiado com um electrodoméstico que poderá ser uma máquina de café ou um LCD da LG, de acordo com o valor do vencimento domiciliado. Nestes casos, os clientes ficam ainda isentos das comissões nos principais serviços bancários e têm direito a um seguro de responsabilidade civil familiar, durante um ano.

A conta ordenado do BPI demarca-se da concorrência por ter a taxa de juro mais baixa do mercado: 10,90%. Neste banco, os clientes gozam de oferta da anuidade do cartão de débito, bonificações no crédito pessoal, automóvel e habitação, oferta do seguro de responsabilidade civil e serviço gratuito de domiciliação de pagamentos. Já a oferta do BBVA propõe o pagamento das despesas fixas do cliente como a água, a luz, o gás e a electricidade até um valor máximo mensal de 20 euros. A única condição é a domiciliação de um vencimento com o valor mínimo de 600 euros.

Soluções alavanca

Mas, se ter mais um ordenado por mês, não é o suficiente para si, saiba que a conta Triplus Banif permite um limite de descoberto até o triplo do vencimento domiciliado, desde que a soma não exceda 5 mil euros. Cuidado, se usar o descoberto irá incorrer numa taxa de juro das mais elevadas do mercado: 20,54%.

Ricardo Pereira rasga o seu sorriso para falar da conta Vantagem Ordenado, a campanha do Millennium BCP que alia conta ordenado do banco a um depósito a prazo. Este produto, dirigido a novas domiciliações, engloba três das necessidades básicas dos clientes: conta à ordem, depósito a prazo e cartão de crédito - que dá acesso a um empréstimo no valor de três ordenados. Ou seja, por mês, é possível ter quatro ordenados e um produto de poupança com uma taxa atraente (Euribor um mês + 1,5%) e ainda beneficiar da isenção da comissão de gestão da conta, da oferta de dez cheques por mês e de transferências gratuitas.

No Banco Espírito Santo (BES), a solução ordenado chama-se Conta 100%. À semelhança da anterior, está associada uma conta poupança, mas só permite descoberto no valor de um vencimento. Porém, na conta poupança, o BES não é tão generoso quando o Millennium BCP. Para saldos entre 1000 e 5 mil euros, o banco está disposto a pagar uma taxa de juro anual líquida de 0,04%, mas para quem tiver mais de 40 mil euros na conta, o banco abre os cordões à bolsa e remunera a poupança do cliente à taxa líquida anual de 0,32%.

Texto publicado no Expresso de 22 de Maio de 2010.