Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

CGD diz que vai agir em sintonia com o Estado

CGD comentou hoje à agência Lusa a oferta da operadora espanhola Telefónica para a compra da participação da Portugal Telecom (PT) na operadora móvel brasileira Vivo.

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) avançou hoje à agência Lusa que vai agir em consonância com o acionista Estado, no dia em que o primeiro ministro afirmou que o interesse estratégico para Portugal passa pela "dimensão da PT".

"A CGD agirá em sintonia com o seu acionista", disse à Lusa fonte oficial da instituição bancária, comentando a oferta da operadora espanhola Telefónica para a compra da participação da Portugal Telecom (PT) na operadora móvel brasileira Vivo.

O primeiro ministro, José Sócrates, reiterou hoje no Parlamento que o interesse estratégico para Portugal passa pela "dimensão da Portugal Telecom".

"A posição do Governo, do Estado, será consonante com essa orientação e também, não apenas a posição do Estado como a posição das empresas que têm maioria de capital do Estado, como por exemplo a Caixa Geral de Depósitos", sustentou, recordando, contudo, que, por enquanto, o que está em causa é um diálogo entre duas administrações.

Acionista de referência da PT

A CGD é um dos acionistas de referência da PT, com uma participação de 5,25 por cento na operadora portuguesa.

O Conselho de Administração da PT considerou na terça feira, após uma reunião de emergência, que a nova oferta da Telefónica pela participação da PT na Vivo - 6,5 mil milhões de euros - "não reflete o valor estratégico deste ativo para a Telefónica".

Porém, decidiu discuti-la diretamente com a empresa espanhola e solicitar a convocação de uma assembleia geral, a 30 de junho, para que os seus acionistas se pronunciem sobre o negócio.

A PT e a Telefónica detêm em 50 por cento cada uma a holding Brasilcel, que controla 60 por cento da operadora móvel brasileira Vivo.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.