Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Bolsa abre a ganhar 0,26%

Meia hora após o início da sessão, a Euronext Lisboa seguia na linha de água numa Europa mista a oscilar entre recuos ligeiros em Madrid, Milão e Paris e subidas marginais em Londres e Frankfurt.

A Euronext Lisboa abriu hoje em alta, a ganhar 0,26% para os 10.934,40 pontos.

Na terça-feira a bolsa portuguesa inverteu a tendência dos últimos dois dias e fechou em baixa, perdendo 1,14% para os 10.906,10 pontos.

Meia hora após o início da sessão, a Euronext Lisboa seguia na linha de água numa Europa mista a oscilar entre recuos ligeiros em Madrid, Milão e Paris e subidas marginais em Londres e Frankfurt.

Às 8h30, os índices Euronext 100 e DJ Stoxx 50 mantinham-se praticamente inalterados.

As bolsas europeias estão sustentadas pelas petrolíferas, mas penalizadas pelo sector automóvel.

Na Euronext Lisboa, a Galp que anunciou terça-feira resultados que superaram as expectativas dos analistas, dominava a início da sessão com mais de 27 dos 33,5 milhões de euros transaccionados. 

A petrolífera portuguesa subia 3,01% para €17,11.

O lucro da Galp no primeiro trimestre cifrou-se em 109 milhões de euros, menos 8,4% face a igual período do ano anterior, quando os analistas esperavam um recuo para 104 milhões de euros.

A forte valorização da petrolífera está a compensar o recuo da PT Telecom, segundo título mais negociado, que lidera as quedas ao ceder 1,45% para €7,82.

Outro peso pesado do índice, e terceiro título mais negociado, a EDP seguia em baixa de 0,12% para €4,07.

Na banca, enquanto o BPI seguia em alta de 0,59%, o BCO mantinha-se inalterado e o BES recuava 0,25%.

A Mota Engil que publicou hoje, antes da abertura da bolsa, os seus resultados e anunciou uma queda nos lucros, seguia em baixa de 0,35% para €5,68.

A construtora obteve lucros de 2,2 milhões de euros no primeiro trimestre, contra 2,5 milhões de euros no mesmo período do ano passado.