Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Banco de Portugal prevê recessão de 2,3%

O banco central reviu em baixa as anteriores previsões e aponta agora para uma queda maior do PIB este ano. Para 2014 estima um crescimento de 1,1% mas sem contar com medidas de austeridade

João Silvestre

João Silvestre

Editor de Economia

O Banco de Portugal (BdP)  prevê uma queda do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,3% este ano, de acordo com o Boletim Económico de Primavera hoje divulgado. Trata-se de uma revisão em baixa face as anteriores estimativas  que apontavam para uma recessão de 1,9% e que coloca o valor ao nível do previsto pelo governo e pela troika.

Este valor apenas considera as medidas de consolidação do Orçamento do Estado para 2013 uma vez que, lê-se no comunicado, não existem "medidas adicionais especificadas com detalhe". Uma questão que se coloca ainda com maior relevância no próximo ano. 

Para 2014, o BdP espera um crescimento de 1,1% mas sem contar com medidas de austeridade que serão aplicadas para atingir as metas orçamentais acordadas. O banco refere mesmo que "os riscos em torno da projecção são globalmente descendentes para a atividade económica, sendo especialmente marcados para 2014".

As novas previsões do banco central apontam ainda para um crescimento mais lento das exportações do que o esperado antes, para uma mais rápida melhoria do saldo externo (que deverá chegar a 3,6% e 4,8% do PIB, respetivamente, em 2013 e 2014) e para uma inflação ligeiramente mais baixa.