Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Agricultores contestam aumentos

A Confederação dos Agricultores de Portugal insurge-se contra o aumento anunciado do preço do pão, porque o preço dos cereais caiu 40% em 2008.

A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) considera "inaceitável" que o pão aumente entre 5 e 6% em 2009, conforme foi anunciado pela Associação do Comércio e Indústria da Panificação, até porque o preço dos cereais registou uma quebra de cerca de 40% em 2009, tendência também seguida nos preços dos combustíveis.

A CAP pede, por isso, a intervenção da Alta Autoridade para a Concorrência e dos organismos que tenham tutela sobre esta matéria para no sentido de "verificarem a irracionalidade do aumento".

A CAP lembra que os agricultores portugueses aumentaram a área de cultivo de cereais em 2008. Contudo, apesar do esforço dos produtores, que receberam por quilo menos 40% do que no ano passado, o preço do pão não diminuiu, nem no corrente ano, e nem se prevê que diminua em 2009, a crer no que acaba de ser anunciado. Ou seja os portugueses vão pagar o pão mais caro apesar dos agricultores estarem a receber menos pela sua produção.