Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Modernização da Justiça: “50% do caminho está feito”

Francisca Van Dunem espera chegar ao final do ano com 80% do plano cumprido

Luís Barra

Plano “Justiça + Próxima” gera poupanças de €4,8 milhões ao ano, estima o Governo

A ministra da Justiça aproveitará o discurso de abertura do ano judicial, agendado para esta terça-feira, para fazer o balanço daquela que é a grande marca que quer deixar no seu mandato: a modernização da Justiça. O plano apresentado há praticamente três anos para eliminar papel, agilizar procedimentos de gestão e criar maior proximidade com os cidadãos está metade cumprido e tem gerado 4,8 milhões de euros de poupanças anuais. A generalização do projeto-piloto “Tribunal +”, previsto para este ano ainda, deverá somar-lhes 35 milhões de euros.

“A minha aposta fundamental no mandato foi a de alterar, pela modernização, as condições de funcionamento da Justiça e trazer as institui­ções da Justiça para o século XXI. E isso está a ser conseguido”, diz Francisca Van Dunem numa curta conversa com o Expresso. Como? Através de pequenos passos, medidas miudinhas e dispersas que não enchem o olho mas que, conjugadas entre si, “permitem criar um novo ambiente, uma cultura de inovação interna que perdurará independentemente dos ciclos políticos”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso - iOS e Android - para descarregar as edições para leitura offline)