Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Líder do FMI não vê elementos de recessão nos EUA a curto prazo

Christine Lagarde

WPA Pool/Getty

Christine Lagarde disse que o banco central norte-americano pode vir a abrandar o ritmo de subida das taxas de juro em 2019

A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI) considerou nesta quinta-feira que os Estados Unidos não devem, a curto prazo, ser atingidos por uma recessão.

"Não vejo elementos para uma recessão a curto prazo", disse Christine Lagarde em declarações ao canal televisivo CNBC, acrescentando que o FMI prevê mesmo um crescimento expressivo da economia norte-americana no próximo ano, apesar das preocupações com a tensão comercial entre os Estados Unidos e vários parceiros. Lagarde disse ainda que o banco central norte-americano pode vir a abrandar o ritmo de subida das taxas de juro em 2019.

"A minha leitura da última comunicação [da Reserva Federal] é que vai provavelmente abrandar um pouco" o ritmo de subida dos juros, afirmou, sem, no entanto, se pronunciar sobre a decisão que poderá sair da reunião do banco central no próximo dia 19 de dezembro.