Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Bolsas eufóricas com trégua na guerra comercial

Bolsas asiáticas fecharam esta segunda-feira em euforia depois da trégua na guerra comercial entre os EUA e a China alcançada no sábado. Praças chinesas lideraram as subidas com ganhos acima de 2,5%. Europa abriu no verde. Frankfurt lidera com o índice Dax a subir 2,6%. PSI 20, em Lisboa, avança 1,6%. Preço do Brent sobe 6%

A trégua na guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, acordada à margem da cimeira do G20 no sábado em Buenos Aires, gerou a euforia nas bolsas asiáticas esta segunda-feira. As bolsas chinesas lideraram os ganhos. A Europa abriu também no verde. O índice Dax de Frankfurt destaca-se com um avanço de 2,7%. Em Lisboa, o PSI 20, segue a tendência europeia, com uma subida de 1,6%.

No mercado petrolífero, o preço do barril de Brent sobe 6% na abertura desta segunda-feira, reagindo positivamente ao encontro entre a Arábia Saudita e a Rússia realizado também à margem da cimeira na capital argentina. As duas potências do ouro negro entenderam-se para um corte na produção a definir na cimeira da OPEP (onde a Rússia não participa) na próxima quinta-feira, de modo a tirar o preço do petróleo de níveis abaixo de 60 dólares. O preço do Brent subiu esta manhã para 62,3 dólares, depois de ter fechado em 58,71 no final de novembro.

Depois de um outubro vermelho e de um novembro cinzento nas bolsas de todo o mundo, o último mês de 2018 abre em euforia depois de Trump e Xi Jinping terem acordado uma trégua de 90 dias na guerra comercial desencadeada pela Administração norte-americana em julho.

Na Ásia, a bolsa de Shenzhen (a segunda bolsa chinesa, dedicada às tecnológicas) subiu 3,34%, liderando os ganhos na Ásia. O índice de Xangai avançou 2,57% e o de Hong Kong, o Hang Seng, ganhou 2,53%. Na mais importante bolsa asiática, em Tóquio, o índice Nikkei 225 avançou 1% e, em Seul, o índice coreano Kospi subiu 1,7%.

  • Outubro vermelho, novembro cinzento

    As principais índices acionistas estão a recuperar do trambolhão do mês passado com um ganho global, ainda assim modesto, de 1%. Mas, em sentido contrário, o preço do crude e o índice Baltic Dry, do transporte marítimo, estão a cair, o que indicia que a economia global não está tão fulgurante quanto as bolsas sugerem

  • Ao fim de um jantar de duas horas e meia no sábado à margem da cimeira do G20 em Buenos Aires, EUA suspende subida de taxas aduaneiras sobre importações chinesas em janeiro e China retoma compra de soja aos produtores norte-americanos