Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Crédito Agrícola ainda tem €1,8 mil milhões de dívida italiana

Tiago Miranda

Banco tem maior exposição em Portugal mas está a reduzir carteira de obrigações

A exposição do Crédito Agrícola à dívida pública italiana é a maior em Portugal e destaca-se até na zona euro quando a carteira de obrigações é medida em percentagem do capital. Enquanto as restantes instituições portuguesas reduziram os investimentos em títulos do Estado italiano, o Crédito Agrícola aumentou a sua posição. De tal forma que sozinho tem atualmente — €1,8 mil milhões em setembro — um montante idêntico à soma do que CGD, BPI, Novo Banco e BCP têm em carteira.

O grupo liderado por Licínio Pina começou a investir em dívida italiana em 2013, já numa fase final da crise da dívida na zona euro mas num período em que Portugal ainda estava sob intervenção da troika, e foi sempre reforçando até ao ano passado. Chegou a ter mais de €2,2 mil milhões de obrigações italianas em 2017. Em junho deste ano estava nos €1,9 mil milhões e a 30 de setembro caiu para €1,8 mil milhões, uma exposição apenas superada pela carteira de dívida pública portuguesa e muito abaixo da exposição a dívida pública espanhola

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para descarregar as edições para leitura offline)