Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Governo só cede em €50 milhões no Orçamento

TIAGO PETINGA / Lusa

Propostas da oposição valem €5,7 mil milhões, diz o Governo. Cedências não ultrapassarão os €50 milhões

O Governo foi fazer as contas ao custo das quase mil propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2019 e chegou a um número “incomportável” e a uma curiosidade. Ao todo, se por hipótese extrema todas as vontades fosses satisfeitas, o Estado teria de abrir os cordões à bolsa em 5,7 mil milhões de euros. E as iniciativas da direita, habitualmente mais preocupada com o controlo orçamental, custariam mais dinheiro do que as da esquerda. No Parlamento, o PS só está disponível para viabilizar um pacote de medidas que não ultrapassará os 50 milhões de euros. As contas poderão complicar-se com eventuais “coligações negativas” entre os partidos à sua direita e à sua esquerda, no IRS, no IVA e no ISP e nos professores.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para descarregar as edições para leitura offline)

  • PS quer Fisco com poderes para investigar amnistias fiscais

    Se depender dos deputados do PS, a partir do próximo ano os formulários das três amnistias fiscais passarão das mãos do Banco de Portugal e do sector financeiro para a Autoridade Tributária (AT), que vai poder controlar os contribuintes que aderiram. Estes três perdões permitiram legalizar seis mil milhões de euros escondidos no estrangeiro e amnistiaram os crimes fiscais associados, a troco do pagamento de uma taxa. António Costa tem a palavra final