Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Santander Totta lucra 385 milhões de euros até setembro

Mário Cruz/Lusa

O presidente do Santander, Vieira Monteiro destaca o facto dos resultados dizerem respeito apenas ao mercado português e terem crescido 16% face à igual período de 2017

O Santander lucrou 385 milhões de euros entre janeiro e setembro, mais 16% do que em 2017, tendo já concluído o processo de integração tecnológica e operacional do ex-Banco Popular.

A margem financeira do banco, que mede o juros pagos e os recebidos, cresceu 26,9% e o produto bancário subiu 14%.no que toca a captação de recursos o crescimento foi de 22%, com os depósitos a subir 21% e os fundos de investimento a aumentar 27,5%, face à Setembro de 2017. A isso não é alheio a integração do ex-Banco Popular.

A concessão de crédito aumentou 17%, para o qual contribuiu o crescimento do crédito a empresas que até Setembro de 2018 aumento 23%. Já o crédito a habitação aumentou 12,7% face aos primeiros nove meses de 2017.

As comissões subiram 11,4% até Setembro de 2018.

Os resultados em operações financeiras (venda de dívida pública) caíram 44,3%, o que revela um crescimento do produto bancário mais sustentada.

As imparidades e provisões líquidas ascenderam a 10,5 milhões de euros, contra um decrescimo de 32 milhões registado nos primeiros nove meses de 2017. Registou-se um resultado não recorrente de 20 milhões de euros por conta do ex-Popular e ex Banif. O return on equity ascendeu a 12,8% em Setembro.