Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

E o prémio vai para... a macroeconomia

HENRIK MONTGOMERY/EPA

Crescimento, tecnologia e as mudanças climáticas distinguidos em Estocolmo

Francisco Louçã e Sérgio Rebelo

William D. Nordhaus, 77 anos, EUA, licenciou-se em Yale, nos EUA, em 1963, e doutorou-se em Economia no MIT, também nos EUA, quatro anos mais tarde. Dá aulas em Yale desde 1967 e é coautor de “Economia”, a ‘bíblia’ de muitos alunos, com Paul Samuelson (Nobel em 1970). Foi conselheiro do Presidente Jimmy Carter. Desde os anos 70 desenvolveu modelos para lidar com a mudança climática e é considerado o ‘pai’ da economia do clima, tendo proposto uma taxa sobre emissões de carbono

William D. Nordhaus, 77 anos, EUA, licenciou-se em Yale, nos EUA, em 1963, e doutorou-se em Economia no MIT, também nos EUA, quatro anos mais tarde. Dá aulas em Yale desde 1967 e é coautor de “Economia”, a ‘bíblia’ de muitos alunos, com Paul Samuelson (Nobel em 1970). Foi conselheiro do Presidente Jimmy Carter. Desde os anos 70 desenvolveu modelos para lidar com a mudança climática e é considerado o ‘pai’ da economia do clima, tendo proposto uma taxa sobre emissões de carbono

reuters

Paul D. Romer, 62 anos, EUA , Licenciado em matemática e doutorado em Economia na universidade de Chicago. Foi professor nas universidades de Rochester, Chicago, Califórnia em Berkeley, Stanford e Nova Iorque. Saiu da academia em 2001 para criar uma empresa tecnológica, a Aplia, e foi economista-chefe do Banco Mundial entre 2016 e 2018. É o ‘pai’ da teoria do crescimento endógeno baseado no papel das inovações tecnológicas, do conhecimento e do capital humano

Paul D. Romer, 62 anos, EUA , Licenciado em matemática e doutorado em Economia na universidade de Chicago. Foi professor nas universidades de Rochester, Chicago, Califórnia em Berkeley, Stanford e Nova Iorque. Saiu da academia em 2001 para criar uma empresa tecnológica, a Aplia, e foi economista-chefe do Banco Mundial entre 2016 e 2018. É o ‘pai’ da teoria do crescimento endógeno baseado no papel das inovações tecnológicas, do conhecimento e do capital humano

foto SHAWN THEW/ EPA

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI