Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Instituições de solidariedade vão vender produtos alimentares no Pingo Doce

Durante três meses a Casa de Santo António e a Semear na Mercearia vão ter um espaço cedido gratuitamente no Pingo Doce de Telheiras com alguns dos seus produtos à venda

Pedro Lima

Pedro Lima

Editor-adjunto

Biscoitos, doces, azeite e vinagre. Estes são alguns dos produtos que as instituições de solidariedade social Casa de Santo António e Semear na Mercearia - que se dedicam a apoiar situações de maternidade desprotegida e crianças com necessidades especiais, respetivamente -, vão ter à venda até ao final do ano no Pingo Doce de Telheiras, em Lisboa.

Estas instituições já são apoiadas há mais de 10 anos pela Jerónimo Martins, grupo que detém as lojas Pingo Doce. A hipótese de continuarem para lá deste ano com os seus produtos à venda no espaço criado na loja de Telheiras – que foi batizado com o nome “Ser solidário tem outro sabor” – está em cima da mesa, dependendo da aceitação que os produtos tiverem.

Isabel Ferreira Pinto, diretora-geral do Pingo Doce, refere que “sendo o objetivo promover a sustentabilidade financeira das instituições, no futuro os produtos podem passar a fazer parte do sortido da loja, se tiverem a aceitação que esperamos junto dos nossos clientes”.

O dinheiro da venda dos produtos reverte integralmente para estas instituições, ou seja, o grupo Jerónimo Martins não vai ganhar nada com esta ação – nem mesmo a nível fiscal -, que diz enquadrar-se nas suas iniciativas de responsabilidade social.