Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Fitch sobe rating do BPI

Dívida de longo prazo do BPI melhora na qualidade de investimento de qualidade e iguala notação de rating atribuída à República Portuguesa

A Agência de de notação financeira Fitch melhorou o rating da dívida de longo prazo do banco BPI em um nível (de BBB- para BBB) na escala de grau de investimento (investment grade).

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários o BPI, presidido por Pablo Forero, faz saber que esta melhoria o coloca no patamar igual ao rating atribuído à República Portuguesa. Ou seja o banco passa do último grau da categoria de qualidade investimento de qualidade para o penúltimo.

A prespetiva para a evolução da dívida (outlook) mantém-se estável. O rating de curto prazo também subiu ( de F3 para F2).

Esta semana, agência de notação financeira Standard & Poor's também reviu em alta o rating do BCP e do Santander Totta. No caso do BCP a S&P considerou que, apesar de os títulos de dívida de longo prazo do banco continuarem a ser considerados especulativos, têm agora um outlook estável. O rating ficou no segundo nível considerado lixo.

Quanto ao Santander Totta confirma a notação acima do nível lixo, considerou que a qualidade de crédito autónoma do banco melhorou, prevendo uma subida dos ratings do banco presidido por António Vieira Monteiro, se os ratings da República Portuguesa subirem dentro de 1 ou 2 anos.