Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Novo Banco vende imóveis no valor de 716 milhões de euros

Operação destina-se a vender cerca de 8700 imóveis residenciais, comerciais e terrenos e faz parte da estratégia de limpeza de ativos não produtivos no balanço do banco. Encaixe pode ascender a 388 milhões de euros dependendo do desconto aplicado

O Novo Banco firmou um contrato-promessa para vender uma carteira de imóveis com um valor contabilístico de 716,7 milhões de euros com um fundo norte-americano, Anchorage Capital Group, uma sociedade sediada em Nova Iorque. O Novo Banco admite "receber 388,9 milhões de euros no contexto desta operação, dependendo do valor final da carteira de ativos a alienar". Ou seja, poderá vir a perder metade do valor a que os ativos estão contabilizados.

Esta operação, designada por Projecto Viriato, faz parte da estratégia de venda de ativos não produtivos herdados do ex-BES . O banco presidido por António Ramalho prevê que o negócio seja feito até ao final do ano, depois de reunidas todas as condições associadas à sua formalização.

Segundo comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), "após a concretização da venda, a gestão da carteira será realizada pela Lace Investment Partners e uma equipa de servicers de referência em Portugal na gestão deste tipo de ativos, que irão incorporar nos seus quadros até 30 colaboradores do Novo Banco".

A carteira de ativos imobiliários é composta por 8726 propriedades , entre as quais residencial, estacionamentos, industrial, comercial e terrenos e, segundo o banco "representa mais um importante passo no processo de desinvestimento de ativos não estratégicos".